COBERTURA DO EVENTO | CBICS

Cobertura do Evento

 

Cobertura do Evento

Dia 18 de Julho

Pesquisa e colóquios sobre sustentabilidade e ética organizacional marcam encerramento do CBICS

Uma maratona de palestras acerca do panorama da saúde no Brasil e da sustentabilidade do atendimento médico humanizado marcaram os três dias de realização do I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde, que reuniu mais de 100 entidades do setor, entre os dias 16 e 18 de julho, na Arquidiocese do Rio de Janeiro. O último dia de conferência teve foco na sustentabilidade dos serviços das organizações, no processo de profissionalização, nos modelos de remuneração e nas estratégias de captação de recursos para o segmento.

A diretora do Hospital São Vicente de Paulo, Irmã Marinete Tibério, coordenou a aplicação de uma pesquisa envolvendo as entidades católicas de saúde brasileiras, com a participação da plateia e utilizando um sistema eletrônico de votação. A mesa deste dia contou com as apresentações da vice-presidente da FIAMC (Fédération Internationale des Associations de Médecins Catholiques) e diretora para a América do Sul da Confederação Internacional das Instituições de Saúde Católica (CIISAC), Maria Inez Linhares e do sócio-fundador da Direzione, pesquisador e consultor especializado em Governança Corporativa, Alexandre Di Miceli.

No encerramento do congresso, os gestores dos hospitais organizadores do evento prestaram uma homenagem ao Cardeal Orani Tempesta, Arcebispo Metropolitano do Rio de Janeiro, que concedeu a benção final. Logo depois, a conferência teve seu momento final no ritmo do Coral Madre Regina, da Casa de Saúde São José, em clima de confraternização.

O CBICS reuniu cerca de 200 congressistas, 14 palestrantes e mais de 40 pessoas envolvidas na organização. Um dos principais resultados foi a criação da Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (ABICS), que funcionará como uma rede especializada no mercado da saúde no país, visando o fortalecimento destas organizações católicas, assim como o equilíbrio entre sustentabilidade financeira e trabalho filantrópico.

 

 

Fotos: André Telles

 

Os resultados e repercussão do I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde (CBICS), realizado entre os dias 16 e 18 de julho, superaram as expectativas dos organizadores. Um dos membros do conselho da organização, o diretor executivo da Casa de Saúde São José, Nélisson do Espírito Santo, afirma que o retorno das entidades nacionais que participaram da conferência foi positivo, especialmente para a criação da Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (ACBICS).

 

O superintendente da Associação Congregação de Santa Catarina, João Alberto Santos, desde 2016 vem se empenhando em um projeto de integração das entidades associadas à sua organização filantrópica, visando o fortalecimento mercadológico, simplificação e modernização da área operacional. Santos conta sobre essa experiência e os benefícios e vantagens desta rede, prevista para entrar em funcionamento integral no próximo ano.

 

A partir do tema “Modelos de Remuneração Baseados em Valor”, o médico e especialista em Administração Hospitalar, Francisco Balestrin, trouxe para o CBICS exemplos de padrões remuneratórios adotados por outros países e que podem ser adaptados à realidade brasileira. Balestrin, que é membro do Conselho de Administração da Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP) e presidente da International Hospital Federation (IHF), enumerou uma série de procedimentos e estruturas organizacionais necessárias para a adequada implantação destes modelos no país, tanto por parte das entidades quanto do próprio mercado de saúde, visando alcançar melhores resultados.

 

O nome não poderia expressar melhor o trabalho desenvolvido na empresa. A história do Hospital do Amor, em Barretos (SP), encantou a plateia presente no terceiro dia do I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde (CBICS). O presidente e filho dos fundadores, Henrique Prata, revelou o segredo que mantém o hospital atendendo integralmente pelo Sistema Único de Saúde. O gestor considera a realização do congresso uma oportunidade única para os diretores de entidades católicas e filantrópicas discutirem os caminhos mais viáveis de exercer os seus direitos nas diretrizes de saúde, além de abrir espaço para o diálogo sobre saúde pública no país, invertendo a razão que o mercado pratica nos dias de hoje ao privilegiar o ponto de vista das grandes redes de saúde.

 

No encerramento do I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde, no dia 18 de julho, a Irmã Marinete Tibério, presidente da comissão organizadora do evento e diretora executiva do Hospital São Vicente de Paulo, fez uma análise dos resultados do encontro. Para ela, o saldo foi muito positivo e a principal meta alcançada: a criação da Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (ABICS).

 

As organizações brasileiras estão procurando cada vez mais valorizar o fator humano nas suas relações internas e externas, visando deixar um legado positivo. A avaliação é do professor Alexandre Di Miceli, sócio-fundador da Direzione e consultor especializado em Governança Corporativa, que participou de uma das mesas de debate do I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde (CBICS), no dia 18 de julho. Di Miceli acredita que as entidades católicas que atuam no setor da saúde já possuem este valor e o surgimento da Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (ABICS) deve fortalecer ainda mais esse diferencial de mercado.

 

Foi na gestão do Papa João Paulo II que surgiu o pedido de criação da Confederação Internacional das Instituições de Saúde Católicas (CIISAC), que assumiu o papel de integrar estas entidades no desenvolvimento de um trabalho mais eficiente e humanizado para a sociedade. Na América do Sul, a representante do CIISAC, a médica Maria Inez Linhares de Carvalho, se reuniu com as quatro instituições católicas de saúde do Rio de Janeiro que idealizaram e estão a frente da criação da Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (ABICS): o Hospital São Vicente de Paulo, o Hospital São Francisco na Providência de Deus, a Casa de Saúde São José e o Ambulatório da Providência. Para a médica, a ABICS terá grande importância na área de saúde brasileira e também assumirá a missão de manter sustentável e ativa as estruturas destas organizações ligadas à Igreja Católica. 

 

‘Em um mundo que precisa de unidade, ajuda mútua e concorrências leais, a Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (ABICS) chega representando um sinal e exemplo de que na convergência é possível mudar um país’. As palavras do Cardeal Orani João Tempesta, Arcebispo Metropolitano do Rio de Janeiro, em entrevista durante o I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde (CBICS), frisam a relevância da geração desta rede especializada. Na avaliação do Cardeal, a formação da ABICS já é um objetivo alcançado.

O monsenhor Manuel Manangão, vigário episcopal para a Caridade Social, prestigiou o I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde, realizado entre os dias 16 e 18 de julho, na Arquidiocese do Rio de Janeiro. Em um bate-papo na Sala da Imprensa, o religioso fez uma avaliação da atuação da Igreja Católica no Brasil, e classificou o congresso como “a realização de um dos sonhos” da classe religiosa. Para o vigário episcopal, o encontro pode apontar rumos em comum a estas organizações e mostrar os melhores caminhos de ser Igreja para, futuramente, poderem interagir com as outras instituições convencionais.

O decano da PUC-Rio, professor Hilton Augusto Koch, marcou presença no I Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde, realizado entre os dias 16 e 18 de julho, na Arquidiocese do Rio de Janeiro. Koch assistiu às mesas de debate do terceiro dia de evento e, no final, fez uma avaliação da importância do encontro, traçando um paralelo com o cenário da saúde brasileira, especialmente no Rio.

Uma viagem ao passado, relembrando as primeiras inspirações que serviram de berço ao congresso até o agradecimento pelo sucesso do evento. Foi com um discurso assim que a Irmã Clementina Bach, coordenadora das Irmãs da Casa de Saúde São José, comentou, de forma emocionada, os três dias de realização do I Congresso Brasileira de Instituições Católicas de Saúde, de 16 a 18 de julho, no Rio de Janeiro.